Volume 47 n° 2



Artigo completo


Extravasamento de drogas antineoplásicas - Notificação e cuidados prestados
Antineoplastic drugs extravasation notification and delivered care

Nilce Piva Adami1, Alessandra Rodrigues Baptista2, Selma Montosa da Fonseca3 e Débora Resende dos Santos Paiva4

Resumo

Este estudo, desenvolvido no Ambulatório de Quimioterapia de Adultos de um hospital universitário da cidade de São Paulo teve por objetivos: identificar a incidência de extravasamentos de drogas citostáticas em pacientes atendidos nesse Ambulatório no período de 1998 e 1999; verificar os sinais e sintomas apresentados por estes pacientes após a ocorrência do extravasamentos dessas drogas; analisar os cuidados prestados pelo pessoal de enfermagem, visando o tratamento deste evento adverso. Trata-se de uma pesquisa descritiva retrospectiva que utilizou como fonte de dados primários os registros nas fichas de notificação desse evento adverso no biênio 1998/1999. Concluiu-se que nestes anos a incidência de extravasamento foi a de 1,2% e 1,0% respectivamente, proporções estas bem menores do que o limite máximo observado na literatura consultada. Dos 82 pacientes que sofreram extravasamento, 42 (51,2%) apresentaram sinais e sintomas, sendo os principais: ardor, dor e edema. Como efeito indesejável um paciente apresentou escaras no antebraço, cinco dias após o extravasamento da vinblastina, necessitando de tratamento especializado. A indicação e aplicação de compressas quentes no local do extravasamento, foram adequadas aos tipos de drogas infundidas e dentre os 58 pacientes que receberam compressas frias, em dois deveriam ser aplicadas compressas quentes (3,4%), implicando na revisão dos cuidados prestados. Identificou-se também a necessidade de melhoria dos registros para subsidiar o processo avaliativo nesse serviço de saúde.


Palavras-chave: enfermagem oncológica; avaliação de processos e resultados; avaliação de desempenho.

Trabalho apresentado no III Congreso de la Federación Latinoamericana de Enfermeria Oncológica. I Congreso de Asociacion Uruguaya de Enfermeira Hemato-Oncologia. Montevidéo-Uruguay. Septiembre de 2000.
1 Enfª Doutora em Saúde Pública e Profª Titular do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo. Enviar correpondência para N.P.A. Rua Napoleão de Barros, 754 – Vila Clementino; 04024-002 São Paulo, SP, Brasil;
2 Aluna de graduação em Enfermagem. Bolsista de Iniciação Científica;
3 Enfª do Ambulatório de Quimioterapia do Hospital São Paulo e Mestre em Enfermagem;
4 Farmacêutica do Ambulatório de Quimioterapia do Hospital São Paulo e especialista em Farmácia Hospitalar


Revista Brasileira de Cancerologia - Volume 47 n°2 Abr/Maio/Jun 2001