Home » Agência INCA de Notícias » Arquivos
17/11/2004 - Escova progressiva traz riscos à saúde

A chamada escova progressiva, à qual um grande número de mulheres vêm aderindo, pode representar um risco para a saúde. A mistura que é aplicada no cabelo para alisá- lo possui em sua composição uma substância tóxica com potencial cancerígeno, o formaldeído, também conhecido como formol.  A concentração de formol que é usada para a obtenção do alisamento é um mistério para o consumidor, pois  seu preparo é feito de acordo com o tipo de cabelo. 

É o que atesta a pesquisadora Silvana Rubano B.Turci, Chefe da Área de Vigilância de Câncer Ocupacional e Ambiental do Instituto Nacional de Câncer (INCA), que chama a atenção para as  publicações de quatro importantes instituições  internacionais – a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), da Organização Mundial da Saúde, Agência de Proteção Ambiental (EPA/EUA), Associação Americana de Saúde e Segurança Ocupacional (OSHA/EUA) e  Programa Nacional de Toxilogia dos EUA, que  comprovam o fato.

A pesquisadora do INCA desaconselha o uso desse procedimento para tratamento ou alisamento de cabelos, o que pode causar danos principalmente aos profissionais que aplicam durante horas seguidas esse produto. Segundo ela, a exposição ao formol, somada a outros fatores de risco, pode aumentar a possibilidade para o desenvolvimento de câncer.

"A IARC classificou este composto como  suspeito de ser carcinogênico - (grupo 2A), tumorogênica, teratrogênica -  por produzir efeitos na reprodução para humanos. Em estudos experimentais, demonstrou ser cancerígeno para algumas espécies de animais, além de ser severo irritante para pele e olhos",  explica Silvana,  destacando que não existem níveis seguros de substâncias cancerígenas.

Por outro lado, ela afirma que o risco de câncer passa a ser secundário quando comparado ao de  intoxicação aguda ou por inalação, que pode causar até edema pulmonar. O formol é tóxico quando ingerido, inalado ou quando entra em contato com a pele. A inalação do formol  pode causar irritação nos olhos, nariz, mucosas e trato respiratório superior. Em altas concentrações pode causar bronquite, pneumonia ou laringite.

Leia mais

 
Mais informações:
Divisão de Comunicação Social
Instituto Nacional de Câncer
Tel.: (21) 2506-6103 / 2506-6108
imprensa@inca.gov.br


Divisão de Comunicação Social • tel: (21) 2506-6103 • imprensa@inca.gov.br



Copyright © 1996-2014 INCA - Ministério da Saúde - Praça Cruz Vermelha, 23
Centro - 20230-130 - Rio de Janeiro - RJ - Tel. (21) 3207-1000
A reprodução, total ou parcial, das informações contidas nessa página é permitida sempre e quando for citada a fonte.
Gerenciado pelas divisões de Comunicação Social e Tecnologia da Informação