Acesso à Informação

Iniciativas do INCA em parceria com outras instituições


Última modificação: 11/08/2021 | 08h44

Acordo de Cooperação Técnica – Instituto Nacional de Câncer e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) e a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) celebraram, em 23 de junho de 2017, Acordo de Cooperação Técnica (ACT), visando a realização de intercâmbio científico, cultural, docente, técnico-pedagógico, técnico-administrativo e discente. O ACT, que prevê ações de formação e desenvolvimento de docentes e pesquisadores de graduação e pós-graduação; elaboração e execução de projetos de pesquisa conjuntos; participação em estágios ou em atividades extracurriculares de alunos ou de docentes, dentre outros, tem validade de 60 meses a partir da data de sua assinatura na forma do art. 57, II, da Lei 8.666/93.


Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) para o Controle do Câncer

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) para o Controle do Câncer foi criado a partir da aprovação do projeto do pesquisador do INCA Hector Seuanez e submetido à análise no âmbito do Edital nº 15/2008 - MCT/CNPq/FNDCT/Capes/Fapemig/Faperj/Fapesp. O foco do edital foi "promover a formação ou consolidação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) que deverão ocupar posição estratégica no Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação".

Como instituição-sede, o INCA, em conjunto com pesquisadores da UFRJ, Uerj, Fiocruz, PUC-RS, UFRGS, UFPB, Museu Nacional, Unifesp, Universidade de Mogi das Cruzes, Universidade de São Carlos e colaboradores internacionais, se propõe a constituir uma estrutura de interação científica focada em contribuir para influenciar de maneira efetiva o curso da história natural do câncer no país. 

A partir dos produtos gerados em cada um dos projetos estabelecidos nas redes, propõe-se avançar na abordagem ao câncer, não só contribuindo para a avaliação de ações já previamente estabelecidas, mas também propondo metodologias que possam contribuir, de maneira mais consistente, para a prevenção e o diagnóstico, com otimização da relação custo-efetividade e para a melhora do prognóstico e tratamento, propiciando mais segurança e maior sobrevida aos pacientes.

Copyright