Dia Mundial do Câncer - 2015

Escolha a Saúde


Última modificação: 25/10/2018 | 15h46

O Dia Mundial do Câncer, celebrado em 4 de fevereiro, é uma data criada pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), em 2005, para chamar atenção das nações, líderes governamentais, gestores de saúde e do público em geral para o impacto da doença e incentivar as pessoas a falarem mais sobre o assunto no dia a dia.

A campanha do INCA/MS para o Dia Mundial do Câncer 2015 segue o tema sugerido pela União Internacional para Controle do Câncer (UICC), “Ao nosso alcance”: pessoas, comunidades e governos precisam se mobilizar em torno de soluções para a questão.

A campanha de 2015 tem quatro eixos:

Escolhas saudáveis

Reduzir os fatores de risco sociais e ambientais para o câncer e capacitar as pessoas a fazer escolhas saudáveis são componentes essenciais para reduzir as mortes prematuras por doenças crônicas não transmissíveis e atingir as metas da Declaração Mundial do Câncer. O compromisso é que o número de mortes por essas doenças, entre as quais está o câncer, caia 25% até 2025.

Detecção precoce

Garantir a oferta e o acesso a programas de detecção precoce de câncer pode reduzir significativamente a mortalidade pela doença. Na Declaração Mundial de Câncer está previsto que até 2025 deverão ser implementados universalmente programas de rastreamento e de detecção precoce. Para que esses programas atinjam seu objetivo, é fundamental aumentar a conscientização sobre sinais e sintomas de alerta da doença entre a população em geral e os profissionais de saúde.

Tratamento para todos

É direito de todos terem acesso a tratamento de câncer eficaz e de qualidade, com serviços em condições de igualdade, independentemente do local de moradia e dificuldades econômicas. A Declaração Mundial do Câncer prevê que os sistemas de saúde serão reforçados para garantir tratamento a todas as pessoas que dele precisarem, em qualquer idade, incluindo o acesso ao diagnóstico preciso, o tratamento de qualidade (cirurgia, radioterapia, quimioterapia, incluindo medicamentos e tecnologia essenciais), reabilitação e cuidados paliativos (controle da dor e apoio psicológico).

Aumentar a qualidade de vida

Compreender e responder a todo o impacto da doença no bem-estar emocional, mental e físico de modo a melhorar a qualidade de vida de pacientes, familiares e cuidadores. Um dos compromissos da Declaração Mundial do Câncer é reduzir o estigma associado ao câncer e dissipar mitos e preconceitos acerca da doença. Paralelamente, devem estar assegurados o acesso ao correto diagnóstico, ao tratamento multidisciplinar de qualidade, a reabilitação e serviços de apoio e cuidados paliativos. Dessa forma, pretende-se garantir uma melhor qualidade de vida às pessoas que vivem com câncer.

A campanha de 2015 prova que soluções existem e que estão ao nosso alcance. Seus objetivos são:

  • Mostrar que, por meio de escolhas saudáveis, é possível ter qualidade de vida antes, durante e depois do câncer.
  • Oferecer informações de utilidade pública para facilitar o acesso à prevenção, às ações de detecção precoce e ao tratamento do câncer.
  • Estimular o debate sobre as estratégias de saúde pública para o controle da doença.
  • Divulgar a prevenção e a detecção precoce como formas de reduzir a mortalidade por câncer e outras doenças não transmissíveis.
  • Informar a população sobre ações de controle, pesquisa, ensino, prevenção e acesso ao tratamento previstas na Política Nacional para a Prevenção e Controle do Câncer na Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas no Sistema Único de Saúde (SUS).
  • Informar à população que qualquer pessoa pode buscar tratamento gratuito e integral do câncer no SUS

Materiais de Campanha

Copyright