Pesquisa

Estudos multi-institucional das leucemias infantis: contribuição dos marcadores imuno-moleculares na distinção de seus subtipos e de fatores de riscos etio-patogênicos


Última modificação: 27/07/2021 | 11h28

Líder do Grupo:

Maria Socorro Pombo de Oliveira (Lattes)
Tecnologista
Email: mpombo@inca.gov.br
Telefone: +55 21 32076532

Breve descrição:

O foco principal dos estudos deste Grupo de Pesquisa é investigar as leucemias infantis, através de marcadores imuno-moleculares, caracterizar os diversos subtipos de leucemias agudas e testar as associações de riscos etiopatológicos. O racional se baseia nas evidências científicas, que já demonstraram a heterogeneidade biológica das leucemias agudas. Como paradigma, as alterações genômicas adquiridas são os elementos fundadores na patogênese, e são determinantes para estratificação de grupos de riscos preditivos de resposta terapêutica e sobrevida livre de doença. Existe uma forte correlação entre aspectos clínicos, citogenética-molecular e etiopatogênese. Como exemplo, citamos a associação exclusiva de LLA-pró B (CD10-), rearranjos do gene MLL e leucemia de lactentes. Contrastando com LLA-CPB (CD10+) com hiperdiploidia ou com fusão gênica ETV6-RUNX1 em crianças com idade na faixa etária de 2-5 anos. Nosso grupo testa hipóteses de que estes marcadores são conseqüentes de múltiplos fatores imunológicos e genéticos e ambientais que interagem entre si.
Os biomarcadores identificados também são importantes para condução da estratégia terapêutica. Portanto, os objetivos são i) testar alterações somáticas associadas a prognóstico e resposta terapêutica das leucemias na primeira infância; ii) testar fatores genéticos de susceptibilidade associadas a fatores de riscos ambientais; iii) fatores de riscos ambientais associados as diferentes subtipos de leucemias. Estas investigações, quando integradas, podem elucidar mecanismos de etiopatogênese, auxiliar nas abordagens terapêuticas e também poderão eventualmente embasar ações para prevenção.

Linhas de Pesquisa:

  1. Estudos multi-institucional das leucemias infantis: contribuição dos marcadores imuno-moleculares na distinção de seus subtipos e de fatores de riscos etiopatogênicos. Acrônimo: EMILi
  2. Alterações Imuno-Moleculares nas Leucemias Mielóides Pediátricas. Acrônimo: IMol-AML_BSG

Pessoal:

Tecnologistas:
Dulcinéia Luzia Oliveira Marquês
Eugenia Terra Granado
Ingrid Koster

Pós-Doutores:
Elda Noronha

Alunos de Doutorado:
Francianne Andrade
Gisele Brisson    
Orlando Louzada
Suellen Valadares         

Alunos de Mestrado:
Alython Araujo chung Filho    
Daniela Palheiro Mendes de Almeida    
Filipe Bueno        
Luísa Vieira Codeço Marques    
Priscilla Moniz Sodré Ferreira    

Alunos de Aperfeiçoamento:
Ingrid Sardou Cezar     

Bolsistas:
Carolina Zampier
Paulo Chagas Neto (DI)
Rosângela Cersosimo Esposito

Publicações selecionadas:

Localização:

Instituto Nacional de Câncer
Coordenação de Pesquisa
Rua André Cavalcanti, 37 6º andar
Centro, Rio de Janeiro
CEP: 20231-050
Telefone: +55 21 32076532 (direto), 32076505 (secretária)

Oportunidades:

Estamos com uma vaga para Jovem Pesquisador (1) e uma vaga para Pós-Doc.

 

Copyright