Dicas sobre Alimentação e nutrição

Como fazer uma alimentação saudável não ser monótona


Última modificação: 15/04/2019 | 10h51

Para a alimentação não cair na monotonia, o segredo é variar. Isso significa comer alimentos de todos os tipos, como frutas, legumes, verduras, feijão e outras leguminosas, cereais integrais, castanhas e outras oleaginosas, ovos, leite e carnes frescas.

Também devemos variar dentro de cada grupo de alimento. Por que comer somente feijão preto, se temos  outras opções, como o fradinho, carioquinha, vermelho, manteiga, de corda?

O Brasil tem uma variedade imensa de alimentos de origem vegetal. Experimente visitar feiras e vendas próximas a sua casa. Procure cozinhar com criatividade, combinando diferentes tipos de alimentos, assim as refeições do dia a dia ficam mais interessantes.

Os alimentos in natura ou minimamente processados são sempre a melhor opção. Apesar de o ditado "gosto não se discute", estudos revelam que o gosto pelos alimentos pode ser alterado, e portanto, discutido.

Muito mais do que preferência individual, o gosto é condicionado pela cultura e pela experimentação. Existe relação entre a frequência de exposição e a preferência pelo alimento. São necessárias de 10 a 15 exposições (número de vezes em que ingerimos o alimento) para que ocorra aumento da aceitação.

Valorizar as refeições e a prática de cozinhar pode estimular todos a comerem mais alimentos in natura e minimamente processados e evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, que normalmente possuem grande quantidade de açúcar, gordura e sal e que podem levar ao excesso de peso e ao aumento de diversos tipos de doenças, incluíndo o câncer.