Dicas sobre Alimentação e nutrição

Como preparar a carne de uma forma mais saudável


Última modificação: 15/04/2019 | 10h38

A utilização de temperaturas muito elevadas para preparar carnes brancas ou vermelhas, seja de forma frita ou grelhada, forma compostos químicos (aminas heterocíclicas) que aderem à superfície das carnes e quando consumidas com frequência podem favorecer o surgimento do câncer.

Veja algumas dicas de como reduzir a formação dessas substâncias:

  • Prefira carnes frescas. Quanto maior o tempo de armazenamento da carne crua, em condições de refrigeração, maior a formação de aminas heterocíclicas durante o cozimento;
  • Ao preparar uma deliciosa refeição para sua família e amigos procure receitas nas quais as carnes são cozidas a vapor, ensopadas, guisadas ou assadas;
  • No caso da carne de frango, retire a pele antes de cozinhar, para evitar a formação de aminas heterocíclicas durante o cozimento;
  • Opte por pedaços menores de carne (corte). Quanto maior o tempo de exposição a altas temperaturas, maior a formação desses compostos;
  • Marinar as carnes com ervas, cebola, alho, suco de limão, e/ou outro antioxidante (por exemplo, tomate, cenoura, pimenta vermelha e amarela, laranja, alecrim, salsa, espinafre, couve de Bruxelas, damasco, uvas vermelhas, amoras) reduz significativamente a formação de aminas heterocíclicas durante o cozimento;
  • O mesmo ocorre com a cocção prévia no forno convencional ou no forno de micro-ondas antes de grelhar, fritar, cozinhar ou fazer churrasco;
  • Quando ingerir esses alimentos, não se esqueça de consumir boas quantidades de frutas e vegetais sem amido, como, por exemplo, verduras, tomate, cenoura, couve-flor, beterraba, quiabo e abobrinha. Esses alimentos protetores reduzem a absorção das substâncias potencialmente cancerígenas.