Dicas sobre Alimentação e nutrição

A influência da publicidade nas escolhas alimentares


Última modificação: 01/11/2018 | 14h46

Embalagens atraentes, amostras grátis de produtos, ofertas de brindes, descontos e promoções, colocação de produtos em locais estratégicos dentro dos supermercados, matérias com informações e recomendações sobre alimentação e saúde, assim como anúncios em televisão, rádio, internet, jornais, revistas, outdoors e cartazes são alguns dos mecanismos utilizados pelas indústrias de alimentos para seduzir os consumidores, aumentando suas vendas.

A partir da veiculação de informações incorretas ou incompletas sobre alimentação, há o estímulo ao consumo diário e em grande quantidade de alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumir ou aquecer e bebidas açucaradas e ultraprocessados reformulados como os diet, light ou zero.

A publicidade associa tais alimentos a mensagens positivas e os apresenta como práticos, saborosos, saudáveis e acessíveis. Com isso, a população de forma geral, principalmente crianças e adolescentes, é levada a acreditar que esses produtos têm qualidade superior aos demais ou que tornarão as pessoas mais felizes, atraentes, fortes, “super saudáveis” e socialmente aceitas.

Já que parte das decisões que tomamos na hora de comprar alimentos ou comer é influenciada pela imagem e ideia transmitida pela publicidade, precisamos ficar atentos!