Exposições

Caminhos da agroecologia: cultivando a vida


Última modificação: 23/11/2018 | 16h50
O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, desde 2012, tem participado de diferentes fóruns de discussão e construído uma série de parcerias a fim de se fomentar o debate público e promover a conscientização da população sobre a relação entre câncer e agrotóxicos, os efeitos à saúde do trabalhador e do consumidor, além de danos à saúde ambiental. No entanto, faz-se necessário suscitar também a reflexão sobre as práticas agrícolas alternativas ao modelo hegemônico de produção de alimentos, como práticas protetoras contra o câncer, promotoras da saúde e geradoras de vida. É nesse contexto que a exposição fotográfica "Caminhos da Agroecologia: cultivando a vida" nasce para dar visibilidade às experiências agroecológicas que resistem no estado do Rio de Janeiro - um estado que ocupa a 10ª posição de maior consumidor de agrotóxicos no país e que apresenta um cenário político, econômico, social e agrário extremamente complexo e, na maioria das vezes, desfavorável, à existência de uma agricultura de base ecológica.