Releases e Notas

INCA lança livro sobre detecção precoce do câncer

Publicação reúne as recomendações nacionais e principais evidências científicas para detecção precoce dos cânceres mais incidentes no Brasil

Publicado: 05/08/2021 | 09h45
Última modificação: 05/08/2021 | 09h50

A detecção precoce é uma importante estratégia de controle do câncer que permite identificar a doença mais cedo, quando são maiores as chances de cura. Esse é o tema de nova publicação do Instituto Nacional de Câncer (INCA). O Livro “Detecção Precoce do Câncer”, foi lançado nesta quarta-feira, 04.08. O webinar é aberto ao público, teve transmissão ao vivo e o vídeo está salvo na TV INCA, canal do Instituto no Youtube.

 

A publicação reúne as recomendações nacionais e as principais evidências científicas para os cânceres mais incidentes no Brasil e que são passíveis de ações de detecção precoce - próstata, mama, pele, cólon e reto, colo do útero, cavidade oral e pulmão. O livro foi organizado de acordo com o conteúdo do curso sobre detecção precoce do câncer, desenvolvido pela Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede, área técnica da Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev) do INCA. “Abordando questões como o rastreamento e diagnóstico precoce do câncer, o livro é mais um relevante recurso para a atualização e capacitação de profissionais de saúde que trabalham para o controle da doença em todo o país”, afirma Renata Maciel, uma das organizadoras da obra. 

 

A detecção precoce é um componente da linha de cuidado prevista na Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer (PNPCC) e envolve principalmente a atenção primária à saúde, nível responsável pelo primeiro contato na Rede de Atenção do Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente muitos desafios podem interferir na detecção precoce do câncer. “Baixa compreensão da população quanto às manifestações clínicas da doença, o estigma de doença incurável e a desatualização dos profissionais de saúde podem impactar muito no diagnóstico, tratamento e, consequentemente, na qualidade de vida e sobrevida dos pacientes”, explica a médica Liz Almeida, chefe da Conprev.

 

Câncer de pulmão

Especialistas do INCA mostraram, no webinar, os principais estudos de alguns cânceres que permitem ações de detecção precoce e que são muito incidentes no Brasil. Um exemplo é o câncer de pulmão, que mesmo não havendo, até o momento, diretrizes nacionais, estudos apontam benefícios do rastreamento em grupos de alto risco, como os fumantes. Em aproximadamente 85% dos casos diagnosticados, o câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco. Em comparação aos não fumantes, é estimado um risco 23 vezes maior de desenvolver câncer de pulmão para homens fumantes, e 13 vezes mais em mulheres. O INCA estima para este ano, 30.200 novos casos de câncer pulmonar no Brasil.

 

 

Serviço

Webinar: lançamento do livro “Detecção Precoce do Câncer

Link para transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=_SQodwqN4Io

Link para acessar o livro: https://www.inca.gov.br/publicacoes/livros/deteccao-precoce-do-cancer

 

 

Copyright