Releases e Notas

INCA promove campanha para doação de sangue

Durante o feriado de carnaval, estoque do Instituto costuma ficar reduzido à metade

Publicado: 21/02/2022 | 09h00
Última modificação: 21/02/2022 | 09h24

O tradicional Bloco da Solidariedade, promovido pelo Banco de Sangue do Instituto Nacional de Câncer (INCA), não poderá desfilar na Praça Cruz Vermelha, no Centro do Rio, como ocorre anualmente, em busca de doadores. Mesmo assim, os pacientes continuam precisando de transfusões de sangue e os estoques estão baixos. Mais do que nunca, a folia agora é doar sangue no Instituto.

Desde o início da pandemia de Covid-19, o banco de sangue do INCA sofreu redução de cerca de 20% no número de doadores. Para manter os estoques são necessárias 70 bolsas de sangue diariamente.

Em função das medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, a festa carnavalesca não será a mesma. Apesar disso, a campanha vai ser mantida com o apoio dos padrinhos Carlinhos de Jesus e Ana Botafogo, que participam da ação desde o primeiro ano do bloco.

“Tenho muito orgulho de apadrinhar o Bloco da Solidariedade há 17 anos. Temos a missão de chamar a atenção e incentivar que pessoas venham doar sangue no INCA. A alegria contagiante do carnaval também tem o poder de despertar os foliões para esse ato de amor ao próximo. Doar sangue é salvar vidas”, disse o dançarino Carlinhos de Jesus.

Neste ano, a solidariedade expande barreiras e vai parar nas redes sociais, que serão usadas por algumas personalidades para alertar a população sobre a importância da doação de sangue para manter o estoque regular durante o feriado de carnaval. Na internet, a hashtag levantada será #FoliaéDoarSanguenoINCA. Por meio dela, os internautas poderão se unir e ampliar a divulgação da campanha.

"O Bloco da Solidariedade é uma iniciativa maravilhosa, que aproveita todo o contexto do carnaval para reforçar a importância de doar sangue. Podemos fazer a diferença na vida de muitos pacientes. Nosso pedido é que, antes de cair na folia, venha doar sangue no INCA”, convidou a bailarina Ana Botafogo.

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde (MS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), pessoas com diagnóstico ou suspeita de Covid-19 estão aptas a doar sangue 10 dias depois do desaparecimento dos sintomas. Já quem teve contato com casos positivos pode doar após sete dias do último contato, enquanto os assintomáticos com teste positivo podem fazer a doação após 10 dias da realização do teste. Aqueles que fizeram isolamento voluntário ou por determinação médica podem realizar a ação 10 dias após o término do isolamento.

“A campanha possibilitou aumentarmos o número de doadores em todos esses 17 anos, o que pode garantir o atendimento de todas as demandas de transfusão de sangue no Instituto. Apesar da pandemia, esperamos que o mesmo ocorra esse ano, pois contamos com a solidariedade da população”, destaca a chefe do Serviço de Hemoterapia, Iara Motta.

Para fazer a doação, é necessário apresentar documento com foto, e os menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal do responsável. Durante o feriado, a coleta vai acontecer do dia 21 até 25/02 (de segunda a sexta-feira) das 7h30 às 14h30. No dia 26/02 (sábado) será recebida apenas a doação de plaquetas, com horário agendado. Não haverá coleta nos dias 28/02, 01/03 e 02/03.

Onde doar?

INCA – Serviço de Hemoterapia

Praça Cruz Vermelha 23, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro

Contato: 3207-1580 ou 3207-1021

Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 14h30

 

Outras informações: https://www.inca.gov.br/perguntas-frequentes/doacao-de-sangue

Copyright