Notícias

Aprovadas as Diretrizes Brasileiras para o Rastreamento do Câncer do Colo do Útero após consulta pública


Publicado: 06/07/2016 | 13h17
Última modificação: 28/02/2018 | 16h22

Após a consulta pública realizada no início deste ano, fase em que todos os interessados puderam contribuir sugerindo modificações no texto, as Diretrizes Brasileiras para o Rastreamento do Câncer do Colo do Útero foram aprovadas pela Portaria nº 497. Em breve, a publicação estará disponível no portal do INCA e será distribuída para todas as coordenações estaduais e municipais de saúde.
O documento contém as recomendações nacionais para rastreamento do câncer do colo do útero e teve a avaliação técnica do INCA, do Departamento de Atenção Especializada e Temática (DAET/SAS/MS) e do Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias (DGITS/SCTIE/MS). 
 
A portaria de aprovação ressalta a obrigatoriedade da cientificação da mulher, ou de seu responsável legal, dos potenciais riscos e eventos adversos relacionados a procedimento diagnóstico ou terapêutico de lesões do colo do útero detectadas pelo rastreamento, bem como o dever dos gestores estaduais, distrital e municipais do SUS de estruturar a rede assistencial para o atendimento das mulheres em todas as etapas descritas nas Diretrizes.
 

Copyright