Notícias

Aula inaugural dá boas-vindas a 261 novos alunos do INCA

O consultor em Saúde Pública do Ministério da Saúde, Eugênio Vilaça Mendes, foi o palestrante convidado

Publicado: 11/03/2015 | 10h46
Última modificação: 25/04/2019 | 17h01
Eugênio Vilaça atrás de um púlpito discursando.

Eugênio Vilaça foi palestrante

A aula inaugural do ano de 2015 dos Programas de Ensino do INCA acolheu alunos, coordenadores e professores dos cursos de educação profissional técnica de nível médio, residência médica, residência multiprofissional, residência em física médica, cursos de aperfeiçoamento aos moldes fellow, mestrado e doutorado em Oncologia. Os 261 novos discentes foram recepcionados com a entrega de material de ensino café da manhã de boas-vindas.

O consultor em Saúde Pública do Ministério da Saúde, Eugênio Vilaça Mendes, foi o palestrante convidado. Ele falou sobre "As Redes de Atenção à Saúde" e propôs a reflexão a respeito da necessidade de superar a fragmentação do sistema, de organizá-lo corretamente diante das condições crônicas e de qualificar a atenção primária à saúde como base e centro organizador dessas Redes.

“Devemos sair da gestão da oferta e instituir uma gestão de base populacional, por meio de um sistema que deve estabelecer as necessidades de saúde de uma população específica. População de rede é aquela cadastrada na atenção primária, conforme a estratificação de risco. Por exemplo, portadores de diabetes, de baixo risco, médio risco e alto risco. Em seguida, implementar e avaliar as intervenções sanitárias e prover o cuidado no contexto de seus valores e de suas preferências", explicou Vilaça.

Os cursos oferecidos pelo INCA primam pela excelência no ensino, visando gerar e disseminar o conhecimento na área da Oncologia. Em 2013, a Pós-Graduação Stricto Sensu do Instituto recebeu conceito 6 na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), sendo a única Pós-Graduação em Oncologia do Brasil a apresentar grau de excelência. Isso representa equiparação aos programas dos melhores centros de pesquisa internacionais.

O diretor-geral do INCA, Luiz Antonio Santini, discursou sobre os desafios do controle do câncer no Brasil. “Estejam certos de que terão uma importante contribuição dessa instituição para a formação, nos anos em que estiverem aqui, e para os anos vindouros", destacou.

O coordenador de Ensino, Luis Felipe Ribeiro, brincou: “Uma vez ‘mordidos’ pela instituição, jamais se curarão dessa força motivadora e contagiosa que é ter o INCA associado à sua formação. Vocês podem extrair o máximo para as suas formações", ressaltou.