Notícias

Bloco da Solidariedade do INCA chama foliões para doarem sangue e plaquetas

Objetivo da campanha é chegar a 450 doações para manter o estoque regular durante o carnaval

Publicado: 20/02/2019 | 09h40
Última modificação: 29/04/2019 | 13h12

Bloco da Solidariedade

O tradicional bloco de carnaval do Banco de Sangue do INCA chegou mais cedo em 2019, já na quarta-feira, dia 27, na Praça Cruz Vermelha, 23, no Centro do Rio de Janeiro. Os padrinhos do bloco, o dançarino Carlinhos de Jesus e bailarina Ana Botafogo, além de passistas e integrantes da bateria da Escola de Samba Portela convidaram os foliões para a ação extremamente importante de doar sangue e ajudar a salvar vidas.

“São 14 anos de Bloco e queremos chamar a atenção da sociedade carioca para que venha nesse período fazer a sua doação de sangue. É um motivo de grande alegria estarmos aqui hoje e participar deste evento”, disse Carlinhos. A bailarina Ana Botafogo incentivou a participação de todos: “Vamos doar sangue e nos juntar ao Bloco da Solidariedade para que o Banco de Sangue do INCA não diminua suas reservas. Que a gente não desista de ajudar ao próximo”.

Daniel Costa, diretor de bateria da Portela, esteve no evento pela primeira vez. “Estou muito feliz por participar de um evento que ajuda ao próximo. Solidariedade cabe sempre ao ser humano, então é importante poder ajudar. É bom trazer um pouco da alegria do samba para essas pessoas. Toda ajuda é bem-vinda. Venha ao INCA ajudar quem precisa”, convocou.

Com o objetivo de conseguir 450 doações, a campanha de incentivo à doação de sangue e plaquetas acontece de 25 a 28 de fevereiro, das 7h30 às 14h30 e dia 1º de março, das 7h30 às 12h. A chefe do Serviço de Hemoterapia do INCA, Iara Motta, explica que essa quantidade é essencial para manter o estoque de sangue e plaquetas regular durante o carnaval. No período momesco, o estoque costuma reduzir pela metade.

“É fundamental que a população esteja consciente sobre a importância de doar sangue e plaquetas. Em decorrência do tratamento, muitos pacientes precisam receber transfusões regularmente. O Instituto realiza cerca de 1,5 mil transfusões de hemocomponentes por mês”, ressalta a médica.

É importante lembrar que doar sangue é seguro. Qualquer pessoa em boas condições de saúde, entre 16 e 69 anos e pesando mais de 50kg pode doar. Não é necessário estar em jejum, mas deve-se evitar alimentos gordurosos três horas antes da doação. Pessoas com febre, gripe ou resfriado não podem doar temporariamente, assim como as grávidas e as mulheres no pós-parto. Os doadores precisam apresentar documento com foto, e os menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis.

 

Banco de Sangue do INCA
Praça Cruz Vermelha 23, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro