Notícias

Consea elogia posicionamento do INCA sobre agrotóxicos


Publicado: 17/04/2015 | 12h55
Última modificação: 26/07/2018 | 17h12

O documento técnico do INCA Posicionamento público a respeito do uso de agrotóxicos foi elogiado, por meio de ofício, pelo Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), organismo diretamente ligado à Presidência da República. Assinado pela presidente do Consea, Maria Emília Lisboa Pacheco, e endereçado ao diretor-geral do Instituto, Luiz Santini, o ofício ressalta a relevância do documento divulgado pelo INCA.

“Ao fazer esse pronunciamento, entendemos que o INCA cumpre com seu papel científico e social e leva a efeito um ato precípuo da sua função institucional: alertar a sociedade brasileira para os riscos derivados da ampla contaminação causa por agrotóxicos no Brasil e suas consequências sobre a saúde humana", escreve Maria Pacheco. “Por isso, nós, do Consea Nacional, reconhecemos e valorizamos esse posicionamento, condizente com os resultados de diversas pesquisas realizadas por pesquisadores independentes".

No Posicionamento o INCA recomenda “o uso do Princípio da Precaução e o estabelecimento de ações que visem à redução progressiva e sustentada do uso de agrotóxicos, como previsto no Programa Nacional para Redução do uso de Agrotóxicos (Pronara)".

O Instituto diz ainda que “em substituição ao modelo dominante, o INCA apoia a produção de base agroecológica em acordo com a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica". O objetivo do documento é contribuir para o papel do INCA de produzir e disseminar conhecimento que auxilie na redução da incidência e mortalidade por câncer no Brasil.

Segundo o Consea, “o posicionamento do INCA, com certeza, irá contribuir para adensar os debates e fundamentar recomendações que, contribuirão para a construção de um sistema alimentar realmente sustentável, justo e livre de contaminantes".
 

Copyright