Notícias

Desafios na detecção precoce e no tratamento do câncer de cabeça e pescoço são temas de webinar do INCA

Tabagismo e consumo de álcool estão entre principais fatores de risco para doença, que engloba tumores de boca, orofaringe, laringe e tireoide

Publicado: 14/07/2021 | 09h51
Última modificação: 14/07/2021 | 15h12

Da capacitação dos profissionais da atenção básica na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de boca, passando pelo tratamento e pelos desafios atuais e futuros do câncer de cabeça e pescoço. Esses e outros temas serão debatidos no seminário virtual (webinar) Câncer de Cabeça e Pescoço – Desafios e Perspectivas, promovido pelo INCA, quinta-feira, 15, às 15h.

O câncer de cabeça e pescoço é um termo genérico que engloba uma série de tumores malignos que podem aparecer na boca, orofaringe, laringe (cordas vocais), nariz, seios nasais, nasofaringe, órbita, pescoço e tireoide.

Tabagismo, etilismo (cerca de 80% dos casos) e infecção pelo HPV são os fatores de risco mais frequentes para esse tipo de câncer. Também são fatores associados a má higiene bucal e a desnutrição.

Os sintomas podem incluir o aparecimento de um nódulo, uma ferida que não cicatriza, dor de garganta que não melhora, dificuldade para engolir e alterações na voz ou rouquidão. Entretanto, esses sintomas também podem ser causados por outras condições clínicas. Quando duram mais que 21 dias é um sinal de alerta.

As lesões iniciais têm um prognóstico melhor.  Já nos estágios avançados, a sobrevida pode cair para menos de 50% em 5 anos.  A prevenção inclui hábitos saudáveis , como evitar fumo e álcool. O fumante tem cinco vezes mais chance de desenvolver câncer de cabeça e pescoço. Se associado ao consumo de álcool, sobe para dez vezes.

O webinar terá apresentações sobre a morbimortalidade por esse tipo de câncer, perspectivas de diagnóstico precoce da doença e de tratamento,  testemunho de paciente e também debate com representantes de organizações governamentais e não-governamentais. 

 

Programação

DIA 15/7/21 (Quinta-feira)

15H    Abertura

         Ana Cristina Pinho – Diretora-Geral do INCA
         Gelcio Mendes Quintela - coordenador de Assistência do INCA 
         Liz Maria de Almeida – Coordenadora de Prevenção e Vigilância do INCA
         Mariana das Neves Sant'Anna Tunala – coordenadora-geral substituta da coordenação-geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde (CGSB/MS)

15h15    Câncer de cabeça e pescoço: desafios atuais e futuros  

               Marianna de Camargo Cancela - Divisão de Vigilância e Análise de Situação da Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev) – INCA

15h30    Tratamento do câncer de cabeça e pescoço 

                Fernando Dias - Seção de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Coordenação de Assistência do INCA 

15H45     A importância da capacitação dos profissionais da atenção básica na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de boca                                  

               Adriana Atty - Divisão de Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede da Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev) - INCA

 

16h    Relato de experiência 

           Mara Demier - Cirurgiã-dentista

16h10    Debate

             Águida Miranda, presidente da Sociedade Brasileira de Estomatologia e Patologia Oral 
             Antonio Gonçalves, professor titular da Santa Casa e presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço 
            Andréa Reis, chefe da Divisão de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco da Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev) – INCA 
           Ana Beatriz De Souza Paes, Assessora Técnica da Coordenação-Geral de Saúde Bucal Do Ministério da Saúde (CGSB /MS)

            Mediadora: Natashi Franco – jornalista TV BandRio

17h    Encerramento

Copyright