Notícias

Hospital do INCA celebra Outubro Rosa com atividades culturais e ações para elevar autoestima

Evento é celebração de pacientes e profissionais de saúde pelo sucesso obtido com tratamento

Publicado: 24/10/2019 | 15h54
Última modificação: 30/10/2019 | 11h36

No mês de conscientização sobre o câncer de mama, o Hospital do Câncer III (HC III) do INCA promoveu evento para as pacientes em tratamento contra a doença. O evento contou com uma série de atividades culturais e ações de cidadania e para elevar a autoestima. 

A atriz Arlete Salles, que enfrentou um tumor de mama em 2014, levou uma mensagem de esperança e força para as pacientes: “É uma doença complicada. O sofrimento existe e é real, mas ela tem cura e temos sempre que ter esperança. Eu sou uma sobrevivente”, disse. 

“O evento de hoje vai além da conscientização. É uma celebração das nossas pacientes e do sucesso que podemos obter com o tratamento”, disse o mastologista Marcelo Bello, diretor do HC III.
As atividades aconteceram em vários espaços da unidade hospitalar. Dentre as ações de cidadania, houve palestra sobre saúde da mulher, além de orientações da Secretaria de Estado de Transporte sobre Riocard e consultas sobre as mudanças na Previdência Social.

Para que pacientes, acompanhantes e força de trabalho pudessem relaxar e elevar a autoestima, foram oferecidos serviços como maquiagem, cabeleireiro, manicure, sobrancelha de henna, sobrancelha com linha, cuidados com os pés, massagem para rosto e mãos e técnica de amarração de lenços.

O evento também teve música, com a Orquestra Aprendiz e o grupo Vozes do Coração, dança do ventre, humor com Dra. Kika Palhacinha da Alegria, Médicos do Barulho e o Programa do Xicrinha, além de desfile de moda apresentado por Valéria Valenssa, cujas modelos foram as próprias pacientes. “O desfile serve como incentivo pra quem tá começando o tratamento. As pessoas veem o câncer como um ponto final, mas é só uma vírgula. A vida continua!”, disse a paciente Fabiani Monteiro. “Fiz mastectomia há três anos. Participar do desfile foi uma surpresa. Serviu pra mostrar que a vida é hoje!", completou Vera Lúcia de Souza. As roupas foram cedidas pelo bazar do INCAvoluntário