Notícias

Ídolos do Fluminense visitam pacientes infantojuvenis do INCA


Publicado: 28/04/2016 | 15h53
Última modificação: 16/02/2018 | 16h16
Um homem do lado esquerdo de blusa cinza e calça preta segura uma criança de cabelos enrolados, de blusa colorida e bermuda jeans. Do lado direito, um outro homem também de blusa cinza e calça jeans segura uma bebê que veste uma blusa azul e branca e uma bermuda jeans.

Os representantes do time distribuíram autógrafos e interagiram com pacientes

Gustavo Scarpa e Marco Aurélio (Marcão), jogador e atual assistente técnico do Fluminense respectivamente, visitaram os pacientes infantojuvenis da Seção de Oncologia Pediátrica do INCA. Durante o encontro, eles passaram pelos setores de Recreação, Quimioterapia e Enfermarias infantis distribuindo autógrafos e conversando com acompanhantes, funcionários e pacientes.

Além da dupla, a visita também contou com a participação surpresa do “Guerreirinho", mascote do time das Laranjeiras. Ele animou o encontro, brincou com as crianças e posou para fotos com torcedores de todas as idades.

“Estou muito feliz em estar aqui e ter a oportunidade de ver de perto o trabalho do Instituto. Minha filha foi paciente do INCA. Hoje, graças a Deus e à Instituição, ela está bem. O prazer é todo meu em ajudar a divulgar esse trabalho e trazer um pouco de alegria para essas crianças", afirmou Marcão.

Gustavo Scarpa, revelação tricolor, ficou emocionado com a receptividade dos pacientes. “Foi uma experiência indescritível. Estou saindo daqui realizado. É muito bom saber que podemos proporcionar alegria às crianças que estão passando por momentos difíceis. Espero voltar mais vezes", declarou.

O paciente Wanderson Souza, de 12 anos, não escondeu a alegria de ter conhecido seu ídolo. “Gostei muito da visita, o Gustavo é um craque e eu tive a oportunidade de ficar perto dele. Eles brincaram muito com a gente", disse.

A visita, organizada pelo INCAvoluntário, aconteceu na terça-feira, dia 26. O INCAVoluntário é a única entidade não-governamental que tem autorização para circular nas dependências do Instituto e prestar auxílio aos pacientes. Os voluntários passam por uma seleção e são treinados para esse difícil trabalho. A entidade também recebe doações que são revertidas aos pacientes do INCA.

Copyright