Notícias

INCA contra coronavírus

Instituto toma medidas duras, mas necessárias, para garantir a integridade de pacientes, familiares e servidores durante a pandemia

Publicado: 16/03/2020 | 16h24
Última modificação: 10/04/2020 | 15h07

A pessoa com câncer é mais propensa a desenvolver sintomas graves caso seja contaminada pelo novo coronavírus (Covid-19), classificado pela Organização Mundial da Saúde, como pandemia. Por isso, o INCA teve que tomar medidas duras, temporariamente, para reduzir a velocidade de propagação do vírus por meio da redução de circulação de pessoas em suas unidades.

Devido a pandemia do coronavírus e ao risco de contaminação externa, todas as visitas aos pacientes estão suspensas a partir do dia 9 de abril  no Hospital do Câncer I  e no Centro de Transplante de Medula Óssea, na Praça Cruz Vermelha. As recomendações seguintes valem para as demais unidades:

Os pacientes internados com acompanhante não podem mais receber visita. Aqueles que não têm acompanhante poderão receber apenas uma visita por dia. Durante os atendimentos ambulatoriais, o paciente, mesmo o pediátrico, só poderá estar acompanhado de uma pessoa. Todas as consultas de controle dos ambulatórios dos próximos dias serão desmarcadas e reagendadas futuramente. Nesse período, novas consultas não serão agendadas. As visitas a pacientes no CTI estão suspensas. Para impedir a concentração de pessoas, o horário de visita será restrito.

Os exames de imagem do radiodiagnóstico, assim como os exames laboratoriais de rotina e os exames eletivos da endoscopia digestiva, colonoscopia e broncoscopia serão cancelados e reagendados posteriormente.

O INCA recomenda que pessoas com mais de 60 anos, por comporem a faixa etária mais sujeita a apresentar sintomas graves causados pelo coronavírus,  e crianças evitem fazer visitas aos pacientes internados. Há ainda a forte recomendação para que os acompanhantes sejam adultos com menos de 60 anos que não apresentem sinais da doença (os mais comuns são febre, cansaço e tosse seca; mas há casos de dores no corpo, coriza, congestão nasal, dor de garganta, diarreia e dificuldade para respirar). A distribuição de tíquetes de almoço para acompanhantes do ambulatório foi suspensa para reduzir o fluxo de pessoas nos refeitórios.  Acompanhantes devem evitar ao  máximo possível os revezamentos.

Eventos internos do Instituto também estão suspensos por tempo indeterminado assim como os cursos presenciais de curta duração (atualização e aperfeiçoamento). Da mesma forma, as atividades de voluntariado dentro das unidades hospitalares serão restritas.

Preventivamente, é importante seguir as recomendações do Ministério da Saúde. As principais são: lavar as mãos com água e sabão, na sua ausência, usar álcool em gel; cobrir nariz e boca com lenço ao tossir ou espirrar – quem  não o tiver, deve usar o antebraço como barreira, e não as mãos, para evitar tocar em locais que possam contaminar outras pessoas; evitar aglomerações; manter os ambientes bem ventilados; e não compartilhar objetos pessoais.

Leia mais:

INCA alerta para os riscos da relação entre tabagismo, narguilé e coronavírus

 

 

Copyright