Notícias

INCA e Consinca apoiam, mas defendem rigor em pesquisas sobre fosfoetanolamina


Publicado: 20/04/2016 | 11h23
Última modificação: 06/02/2018 | 09h24

O INCA e seu Conselho Consultivo (Consinca), formado por entidades de todo o País, apoiam as pesquisas para o desenvolvimento da fosfoetanolamina, mas consideram fundamental futuras fases de estudos clínicos – processo longo prazo – para definir seu real potencial terapêutico. Isso quer dizer também que a produção e o uso de medicamentos no Brasil deve obedecer as regras e pareceres da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Leia aqui a íntegra da nota elaborada pelo INCA e Consinca sobre a fosfoetanolamina.
 

Copyright