Notícias

INCA promove encontro internacional sobre pesquisa oncológica como parte das comemorações de seus 80 anos


Publicado: 18/09/2017 | 08h53
Última modificação: 05/06/2019 | 17h36

 

O epidemiologista Freddie Bray, da Agência Internacional da Pesquisa em Câncer, fez a conferência de abertura do International Meeting in Oncology Research in Celebration of 80 Years of the Brazilian National Cancer Institute, evento organizado pelas coordenações de Pesquisa e de Ensino do INCA. Ele falou sobre “Controle Global do Câncer – Desafios e Oportunidades", abordando a situação atual do câncer, o que se pode esperar para os próximos 18 anos e como intervir para reduzir a incidência e a mortalidade pela doença.

De acordo com o pesquisador, é esperado um crescimento de 65% no número de casos novos de câncer em 2035 (23,3 milhões) em comparação com 2012 (14,1 milhões). Isso significa dizer que um em cada seis homens e uma em cada seis mulheres terão câncer antes dos 75 anos.

Devido à epidemia de obesidade, é prevista mudança entre os cânceres mais prevalentes. A incidência do tumor de esôfago, entre os homens, e a do câncer colorretal, entre as mulheres, deve aumentar.
Bray defendeu a necessidade de se criar um fundo mundial para prevenir o câncer e a morte prematura (antes dos 69 anos) de 4,7 milhões de pessoas pela doença.

A cerimônia de abertura contou com as boas-vindas da diretora-geral, Ana Cristina Pinho, do coordenador de Ensino, Mauro Zamboni, do chefe da Divisão de Pesquisa Experimental e Translacional, João Viola, e do chefe da Divisão de Ensino Stricto Sensu, Marcelo Soares.

O evento que durou três dias, realizado no Hotel Vila Galé, encerrou na última sexta-feira e fez parte das comemorações pelos 80 anos do INCA.

Copyright