Notícias

Lançada pedra fundamental de 1ª fábrica de aceleradores nucleares do Brasil


Publicado: 08/03/2016 | 14h02
Última modificação: 05/02/2018 | 11h09

O Ministério da Saúde e a Varian Medical Systems lançaram na quinta-feira (3/3), em Jundiaí (SP), a pedra fundamental da primeira fábrica de aceleradores lineares da América Latina. A construção é resultado de acordo de compensação tecnológica, promovido pelo MS para maior independência do mercado externo e expansão do tratamento de radioterapia no País. A previsão é que o complexo seja concluído até o final de 2017.

A fábrica está inserida no parque industrial Multivias e abrangerá uma área de 4,700 metros quadrados de edificação. Além do fornecimento de materiais, estão previstas outras ações de desenvolvimento, qualificação de fornecedores locais, desenvolvimento de softwares e a criação de um centro de treinamento e capacitação profissional no Brasil.

Quando estiver pronta, a indústria de aceleradores lineares aumentará o acesso e a qualidade do tratamento de radioterapia no Brasil. Isso porque atualmente, tanto os aceleradores lineares como suas peças e softwares utilizados nas sessões de radioterapia no País são importados. Essa ação faz parte do Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde, lançado em 2012, para a construção e aumento da capacidade de atendimento dos serviços de assistência oncológica.

“Antes do Plano de Expansão nós demorávamos de 10 a 15 anos para colocar um acelerador em funcionamento. Em dois anos, com esse acordo, já temos nove obras preparatórias para receber esses instrumentos. A fábrica representa o compromisso do Ministério em ampliar o acesso ao atendimento e melhorar a estrutura do SUS, garantindo uma política de saúde correta, abrangente e eficaz", enfatizou o diretor do Departamento do Complexo Industrial e Inovação em Saúde (Deciis) do Ministério da Saúde, Joselito Pedrosa.

A nova indústria terá um centro para treinamento de radioterapia, salas de demonstração e uma área de armazenagem e distribuição de peças. Essa é a terceira unidade da empresa no mundo a produzir aceleradores lineares e a primeira na América Latina.

Copyright