Notícias

Nota informativa detalha universalização do controle do tabagismo no SUS


Publicado: 17/03/2016 | 13h12
Última modificação: 05/02/2018 | 11h19

As áreas técnicas do Ministério da Saúde relacionadas ao controle do tabagismo irão trabalhar centradas na educação permanente e no monitoramento para contribuir com a qualidade do atendimento oferecido no Programa Nacional de Controle do Tabagismo. A informação consta de nota informativa conjunta (nº 001/2015) assinada no final do ano passado pelo Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Atenção à Saúde (DAB/SAS) do MS; pelo Departamento de Atenção Especializada e Temática (DAET) da SAS; pelo INCA; e pelo Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Farmacêuticos da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do MS.

Além da universalização do tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS) a quem deseja largar o fumo, o documento revela atenção com a qualidade do Programa, “para que o tabagista não encontre só várias unidades de saúde que ofereçam tratamento, mas, acima de tudo, possa ser atendido com um nível de competência técnica profissional que o auxilie de fato a deixar de fumar". O papel do coordenador estadual de controle de tabagismo é ressaltado na nota. A coordenação nacional segue por conta da Divisão de Controle do Tabagismo do INCA.

Leia aqui a íntegra da Nota da Informativa Conjunta nº 001/2015 que interessa diretamente aos coordenadores de controle do tabagismo, da atenção básica e da assistência farmacêutica.
 

Copyright