Notícias

Opas/OMS lança versão em português de guia para prevenção e controle do câncer do colo do útero


Publicado: 14/12/2016 | 11h44
Última modificação: 07/06/2019 | 16h21

 

Já está disponível em português a publicação Controle integral do câncer do colo do útero: Guia de práticas essenciais, da Organização Mundial da Saúde (OMS). A tradução foi feita pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) com a colaboração do INCA e do Ministério da Saúde. O guia tem o objetivo de ajudar os países a prevenir e controlar um dos tipos de câncer de maior prevalência e mortalidade no Brasil e no mundo, que pode, no entanto, ser prevenível e tratável.

No documento, há informações atualizadas sobre estratégias complementares para o manejo do câncer do colo do útero, além do destaque sobre a necessidade de colaboração entre os programas, organizações e associações. O guia destaca os recentes desenvolvimentos em tecnologia e estratégia para melhorar o acesso das mulheres aos serviços de saúde para prevenir e controlar a doença.
 
A orientação identifica as principais oportunidades e idades durante toda a vida da mulher, quando o controle e prevenção podem ser postos em ação, especialmente para:
• Prevenção primária: a vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) visa meninas de 9 a 13 anos, com o objetivo de imunizá-las antes de se tornarem sexualmente ativas.
 
• Prevenção secundária: acesso a tecnologias para mulheres como a citologia, a inspeção visual do colo do útero com ácido acético, ou HPV para triagem, seguido de tratamento de lesões pré-cancerosas detectadas, que podem se desenvolver em um câncer do colo do útero.
 
• Prevenção terciária: acesso ao tratamento e gerenciamento do câncer para mulheres de qualquer idade, incluindo cirurgia, quimioterapia e radioterapia.
 
• Quando o tratamento curativo já não é uma opção, o acesso aos cuidados paliativos é crucial.

Vários serviços e programas de saúde são necessários para implementar os diferentes elementos dessas recomendações. A orientação sublinha a importância da colaboração entre os setores, entre os programas de saúde e entre os profissionais que trabalham em todos os níveis do serviço de saúde para o sucesso da prevenção do câncer do colo do útero.

"Este manual vem contribuir com os esforços desenvolvidos para o controle do câncer do colo do útero no País somando-se às orientações dadas pelo INCA e demais órgãos do MS, como nas recentemente atualizadas Diretrizes Brasileiras para Controle do Câncer do Colo do Útero", explica Maria Asuncion Sole Pla, tecnologista da Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede do INCA.

Fonte: Opas/INCA

Copyright