Notícias

Vacinação contra o HPV é segura, efetiva e necessária para eliminar câncer do colo do útero, diz IARC

Agência da Organização Mundial da Saúde prevê aumento de 50% no número de mortes pela doença se medidas preventivas não forem implementadas

Publicado: 07/02/2019 | 13h58
Última modificação: 07/02/2019 | 14h37

Os últimos dados da Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC, na sigla em inglês) mostram que aproximadamente 570 mil novos casos de câncer do colo do útero foram diagnosticados ao redor do mundo em 2018, fazendo deste o quarto tipo da doença mais comum no planeta. A cada ano, mais de 310 mil mulheres morrem dessa doença prevenível, e aproximadamente 90% dessas mortes ocorrem em países de baixo e médio desenvolvimento.

Em declaração divulgada em 4 de fevereiro, Dia Mundial do Câncer, a IARC endossou a posição da Organização Mundial da Saúde e confirmou que a vacinação contra o papiloma vírus humano (HPV) é segura, eficaz e primordial no controle do câncer do colo do útero.
Projeções da IARC mostram que a menos que medidas preventivas sejam tomadas e implementadas prontamente, o surto de câncer do colo do útero vai elevar o número de mortes para 460 mil por ano em 2040, um aumento de 50% em relação a 2018. Esse aumento também será maior, proporcionalmente, nos países de baixa e média rendas.
 
 “Rumores infundados acerca da vacina contra o HPV continuam atrasando ou impedindo o incremento da vacinação, que é uma necessidade urgente para prevenir o câncer do colo do útero”, disse a diretora da IARC, a brasileira Elisabete Weiderpass.”Para marcar o Dia Mundial do Câncer, a IARC reitera seu comprometimento na luta contra a doença e confirma a eficácia e a segurança da vacina contra o HPV.”

A posição da IARC endossa as recomendações do Conselho Estratégico de Especialistas da OMS e o Comitê Global de Segurança da Vacinação, um comitê independente que presta consultoria científica à Organização. 
A Agência também contribui com diversas áreas de pesquisa da Iniciativa Global para Eliminação do Câncer do Colo do Útero da OMS, que pretende fazer com que o câncer do colo do útero deixe de ser um problema de saúde pública nas próximas décadas.

Lista Assuntos