Perguntas Frequentes

Por que doar plaquetas no INCA?

As plaquetas são elementos do sangue que atuam na coagulação. Elas são fundamentais para o tratamento dos pacientes do INCA. Há pacientes que apresentam deficiência de plaquetas causada por transplante de medula, pela ação da quimioterapia ou por terem sofrido alguma intervenção cirúrgica.

Veja também:

A doação de sangue é um compromisso social, pois o sangue é necessário para realização das cirurgias nas unidades hospitalares do Instituto, pacientes em tratamento quimioterápico, pacientes com leucemia ou aqueles que realizaram transplantes no Centro de Transplante de Medula Óssea (CEMO). Para atender à demanda, o Instituto necessita, em média, de 2000 doadores por mês.

O sangue é retirado da veia de um dos braços, como na doação convencional. A diferença é que o sangue passa por um equipamento que retém parte das plaquetas e retorna para o doador, com todos os outros elementos. Esse processo é feito de forma segura com material descartável e livre de contaminações. Esta doação, que deve ser agendada com antecedência, dura cerca de uma hora e meia.

Pessoas com idade entre 18 e 69 anos; que pesem mais que 50 quilos; estejam em boas condições de saúde; e não façam uso de ácido acetilsalicílico (AAS) e anti-inflamatórios podem doar plaquetas.

É necessária a apresentação de um documento de identificação oficial com foto, estar alimentado antes da doação de plaquetas (evitando apenas alimentos gordurosos), ter realizado, pelo menos, uma doação de sangue nos últimos 6 meses no INCA e ter disponibilidade de, pelo menos, uma hora e meia para a doação.

Pessoas que estiverem gripadas ou com febre, diarreia, uso de anti-inflamatórios; que ingeriram bebida alcoólica no dia da doação e mulheres grávidas ou até três meses após o parto.

Copyright