Pesquisa

Biotério


Última modificação: 22/02/2019 | 11h52

O Biotério do INCA compreende uma área de 350 m2 e é destinado à criação, manutenção, ao alojamento e à monitoração animal. É dividido em seis áreas: área de criação e produção; área de quarentena; área de experimentação animal, a qual possui também um laboratório multiusuário; laboratório de criopreservação de embriões; laboratório de biossegurança nível 3 (NB-3); e laboratório de cirurgia experimental. Os animais produzidos no Biotério são criados em sistemas de barreiras sanitárias, em gaiolas isoladas (racks ventiladas), proporcionando ambiente individualizado de criação, minimizando ao máximo a ocorrência de contaminação cruzada entre animais criados em caixas diferentes. Cada caixa recebe insuflamento individual de ar filtrado em filtro do tipo HEPA e todo material em contato com os animais é previamente esterilizado (gaiola, água, ração, cama de maravalha de pinus). Os animais são trocados de gaiola em cabines de segurança biológica ou módulos de troca, a fim de se preservar o status sanitário dos mesmos, evitando também possível contaminação ambiental. O local onde são criados é provido de controle de temperatura, pressão, umidade do ar e luminosidade. Os técnicos que atuam nesse local não executam funções em outros setores do Biotério, a fim de não comprometer a saúde dos animais ali criados. O laboratório de experimentação animal conta com cabines de segurança biológica para manipulação dos animais em experimentação e também abriga o equipamento IVIS Lumina (gerenciado pela Plafaforma de Microscopia e Bioimagem) que produz imagens de bioluminescência e fluorescência em animais vivos sob anestesia, ou material "in vitro" como células cultivadas.

 

Responsável pela plataforma:

Renata Batista da Silva
Tecnologista
Email: rtelleria@inca.gov.br
Telefone: +55 21 32076528 ou 32076528

 

Utilização:

Os interessados em utilizar o Biotério devem submeter o respectivo projeto à Comissão de Ética em Uso de Animais (CEUA) do INCA. Após aprovação pela CEUA, é necessário que assinem o Termo de Compromisso, concordando com os princípios éticos e de experimentação animal do INCA. A cada seis meses o usuário deverá submeter ao Biotério a sua previsão semestral de utilização de animais, seguindo o número de animais aprovado pela CEUA para seu projeto. Caso seja usuário externo, deverá apresentar o parecer de aprovação da CEUA da instituição de origem. O fornecimento de animais ao usuário externo é condicionado à disponibilidade de animais excedentes. Toda a utilização do Biotério de Experimentação deverá estar de acordo com nossas Instruções de Uso. A cada seis meses deverá ser entregue um relatório de atividades parcial e ao término do projeto deverá ser entregue o relatório de atividades final, ambos conforme modelo disponibilizado pela Coordenação da CEUA. Caso seja necessário renovar o parecer, sinalizar no relatório parcial com uma justificativa fundamentada.

 

Localização:

Instituto Nacional de Câncer
Coordenação de Pesquisa
Rua André Cavalcanti, 37, 7º andar
Centro, Rio de Janeiro
CEP: 20231-050